Diamante: Símbolo Eterno do Amor!

O noivado, um dos momentos mais importantes e simbólicos da vida, é um acontecimento celebrado e recordado para sempre. E não há nada mais perfeito para o assinalar do que o diamante.

Mais do que qualquer outra pedra preciosa, o diamante é o que melhor expressa o simbolismo do amor desde os tempos antigos. No Renascimento, o anel de noivado de diamantes adquiriu um simbolismo ainda mais eficaz quando o arquiduque da Áustria o ofereceu à sua noiva como juramento de casamento.

Esta pedra preciosa, invencível e pura, intensifica o significado do anel como símbolo de amor eterno. O anel solitário de diamante satisfaz plenamente o desejo de um símbolo poderoso e eterno, em busca de valores que vão além das aparências, como expressão da beleza e pureza que nunca são separados dos conceitos de amor e fidelidade.

Quatro critérios determinam, de modo universal, a qualidade e o valor de um diamante – os 4 C: carat, cut, color, clarity (peso, lapidação, cor e pureza).

Carat

O peso de um diamante é medido em quilates, segundo uma norma internacional datada de 1907. A origem provável desta medida é o grão de alfarroba que, desde a antiguidade, servia de unidade de medida no comércio das gemas. Um quilate corresponde a 0,20 gramas.

Clarity

Cada pedra é única. A pureza é determinada pelo número e tamanho das inclusões ou “acidentes” naturais ligados ao processo de cristalização. Um diamante com poucas inclusões reflete melhor a luz e os que não têm nenhum defeito são muito raros. Um diamante é considerado “puro” se não se conseguir ver nenhuma inclusão com uma lente de aumento de 10 vezes. Uma escala internacional classifica as pedras de IF a I3.

Color

Quanto mais incolor, mais raro e precioso é o diamante. Uma classificação internacional estabelece uma escala de cores a partir da letra D, para os diamantes totalmente incolores, e segue a ordem alfabética, à medida que aparecem colorações.

Cut

A lapidação revela a beleza do diamante, a sua maneira de jogar com a luz. Um diamante bruto não lapidado é opaco e não brilha. É a lapidação que faz sobressaltar as qualidades da pedra. A colocação e a orientação das facetas permitem dar-lhe o máximo de brilho, qualquer que seja a forma escolhida: Brilhante, Princesa, Oval, Pero, Coração…

Diamantes Machado Joalheiro

O anel de diamantes é o anel de noivado por excelência. Representa uma das maiores expressões de Machado Joalheiro, que desde 1880 cria e executa anéis de diamantes por uma equipa de artesãos especializados. Tal leva ao reconhecimento em várias feiras e exposições internacionais em Paris, Nova Iorque, São Paulo ou Rio de Janeiro.

Os anéis de diamantes Machado Joalheiro são símbolos tradicionais de uma promessa de amor eterno. Misturam-se com um design inovador para dar vida a novas interpretações, mais atuais e modernas, combinando a experiencia e know how de 139 anos de historia.

Na era da massificação dos produtos e serviços, Machado Joalheiro aposta na personalização, no luxo de poder proporcionar uma joia única, feita e pensada para uma pessoa única.

diamante

Coleções Machado Joalheiro

A coleção Diamantes de Machado Joalheiro apresenta quatro linhas distintas: Romance, Promesse, Moments e Solitário.

Romance: Anéis em ouro branco de 18 quilates com múltiplos diamantes ao centro, com ou sem diamantes no aro.

Promesse: Anéis em ouro branco de 18 quilates e diamantes ou pedras de cor ao centro e diamantes no aro.

Moments: Alianças de diamantes em ouro branco, rosa e amarelo de 18 quilates, indicadas para celebrar os momentos mais especiais da vida. Uma história que se conta diamante a diamante.

Solitário: Anéis de noivado por excelência. Representam a forma mais pura de usar um diamante. Em ouro branco de 18 quilates e um diamante ao centro.