Relógios: 4 Cuidados básicos para prolongar a vida útil!

Os relógios contém mecanismos de precisão, pelo que a sua utilização deve obedecer a alguns cuidados, a fim de evitar intervenções desnecessárias.

Neste artigo, elencamos algumas práticas a adotar para prolongar a vida útil das suas peças de relojoaria, quer se tratem de artigos de coleção, de uso ocasional ou diário.

4 Cuidados a ter com os seus relógios:

1. Mecanismo de corda

corda aos seus relógios frequentemente (de preferência, todos os meses) ainda que não os utilize com regularidade. Dessa forma, os óleos não perdem as suas características, o que evita avarias e necessidade de reparação.

2. Alteração de data

Evite acertar a data do seu relógio perto da meia-noite. Isto porque o mecanismo de mudança de data pode estar engrenado e causar danos. Assim, é aconselhável que o acerto nunca seja efetuado entre as 21h e as 3h.

movimentos de algumas marcas – como os calibres manufaturados da Breitling, da Panerai e da Omega, por exemplo – que permitem o ajuste fora do período recomendado. No entanto, em caso de dúvida, o melhor é aplicar esta regra a qualquer modelo.

Na eventualidade de não saber se o relógio se encontra às 11h da manhã ou às 23h, faça a passagem do ponteiro das horas pelas 12h. Logo verá se a data muda.

3. Campos eletromagnéticos

Os campos eletromagnéticos são um dos maiores inimigos dos relógios. Estão presentes em objetos tão simples como fechos de carteiras de senhora. Encontram-se também em equipamentos tecnológicos, como computadores, smartphones, tablets e televisores.
Este é um problema recente, porque, até há poucos anos, não vivíamos rodeados de tantos aparelhos eletrónicos. Por isso, apenas pessoas com profissões muito específicas, como pilotos ou engenheiros, tinham essa preocupação. Como consequência, nestas classes profissionais, tornaram-se famosos modelos como o IWC Ingenieur, por exemplo.

Hoje, os campos eletromagnéticos devem ser uma preocupação da generalidade das pessoas quando estão em causa peças de alta relojoaria.

4. Estanquicidade

Relógios com estanquicidade até 3 BAR/30 metros são à prova de salpicos. Tenha em consideração que estas peças de relojoaria não estão aptas para nadar ou tomar banho. Apenas os relógios estanques até 5 BAR/50 metros, no mínimo, podem ser utilizados para nadar. Para atividades de mergulho, deverá utilizar um relógio com estanquicidade mínima de 20 BAR/200 metros.

Estas práticas são fundamentais para garantir uma boa manutenção dos relógios e prolongar a sua vida útil. Se desejar saber mais sobre relojoaria, subscreva o blog da Machado Joalheiro e mantenha-se atento às publicações regulares.